27 de outubro de 2011

Entrevista: Korzus


O Korzus é uma lenda no Metal Nacional. Ativa desde 1983 com seu Thrash Metal, é considerada uma das bandas nacionais com mais nome fora do país, além de toda fama aqui no Brasil.

Atualmente a banda está em turnê para divulgação do seu mais novo álbum, o "Discipline of hate". A banda no início desse ano, fez uma tour pela Europa e a pouco tocou no Rock in Rio, junto com o The Metal Punk All stars, que reuniu estrelas dos dois gêneros de todo o mundo.

No mês de Novembro a banda estará no Nordeste para shows em Caruaru (12/11), Maceió (13/11) e Fortaleza (14/11). Falando sobre esses shows e várias outras histórias do Korzus, além de também falar um pouco sobre a cena Recifense, o guitarrista pernambucano Antonio Araújo do Korzus respondeu esta entrevista.

Antonio Araújo

Leia a seguir:

Renato Batista – Olá Antonio, você é o integrante mais novo a entrar no Korzus. Como rolou esse processo até chegar ao posto de guitarrista da banda?

Antonio Araújo - Já estou na banda a quase 4 anos. Primeiramente eu conheci Heros Trench, que foi o produtor escolhido pra fazer o primeiro álbum do ChaoSphere. Sempre tivemos uma boa amizade, e através dele, conheci os outros da banda. No começo de 2008, fiquei sabendo que a saída de Silvio Golfetti era definitiva, e me candidatei à vaga... Estamos juntos desde então!


Renato Batista - Você é de Recife, certo? Com a entrada na banda teve que mudar para SP?

Antonio AraújoFoi necessário me mudar sim... Eu precisava ensaiar muito, entrei para compor o novo CD junto com a banda... Foi necessária muita dedicação nesses primeiros meses na banda. Então encarei a parada de me mudar pra sampa. E estou por aqui até hoje...


Renato Batista - E o ChaoSphere? Banda que você era vocalista e guitarrista em Recife, e tocava com músicos como o baterista Wagner Campos (Ex Decomposed God), a banda chegou ao fim?

Antonio Araújo O ChaoSphere havia chegado ao fim algum tempo antes de rolar todo esse lance do Korzus. Tivemos problemas internos... E decidimos encerrar as atividades em nome de uma melhor convivência pessoal. Mas foi uma honra tocar com músicos como os que fizeram parte do Chaos em todas as épocas... Aprendi demais... Wagner é um baterista excepcional.


Renato Batista - Antes de entrar na banda, Você já era admirador do som do Korzus? Pode destacar alguns trabalhos da banda ainda sem você?   

Antonio Araújo Eu sempre gostei muito de Thrash Metal... E consequentemente, já conhecia o trabalho do Korzus... Sempre tive como favoritos os álbuns “Mass Ilusion” e “Ties of Blood”.

Korzus no Rock in Rio

Renato Batista - Algumas críticas o colocaram como um dos grandes músicos nacionais da atualidade, comparando-o com guitarristas como Andreas Kisser (Sepultura). Como você se sente depois de receber esse tipo de críticas?

Antonio Araújo Lisonjeado é claro... Eu sou muito dedicado ao Heavy Metal... Levo isso à sério desde os meus 15 anos de idade. Não me acho digno de ser comparado a lendas como Andreas, mas obviamente, a comparação me deixa feliz!


Renato Batista - Em Novembro o Korzus tocará em Caruaru/PE. É a primeira vez desde sua entrada na banda que fará um show aqui em PE?

Antonio AraújoPois é... Será a primeira vez em terras pernambucanas com a banda, e eu estou muito ansioso por isso! Será uma festa, e eu espero ver muitas caras conhecidas na plateia.


Renato Batista - Há excursões sendo marcadas de Recife para vê-los. O que o público pode esperar deste show? O Set vai ser voltado ao “Discipline of hate”?

Antonio AraújoFaremos um set mais longo abrangendo toda a carreira da banda... Começando pela fase mais nova e depois passando pelos clássicos da banda.


Renato Batista - Falando nesse CD. Tirei essa crítica do site de vocês “Este álbum é de longe o melhor da carreira da banda e vai levar eles ao um nível maior. 13 músicas matadoras!!!”. Agora com mais de um ano de seu lançamento, a banda conseguiu superar suas expectativas nesse álbum? E o recebimento dos fãs foi como esperado?

Antonio AraújoCom certeza o "Discipline of Hate" foi um álbum especial para a carreira do Korzus. Muitos já não acreditavam mais que uma banda de mais de 25 anos de carreira pudesse ter um novo gás e dar uma reviravolta como o Korzus deu. Os resultados falam por si, tour na Europa, Rock in Rio... Estamos numa ótima fase.


Renato Batista - O Korzus tocou com o Slayer este ano. Em uma entrevista, quando questionados se o Slayer era uma influência para o Korzus, a banda respondeu “por que o Korzus não é uma influência para o Slayer?” por ser da mesma época. O que você acha disso?

Antonio Araújo Foi um comentário do Dick, que embora possa soar “pretensioso”, reflete um fato simples... As duas bandas tem praticamente o mesmo tempo de vida... Claro que o Slayer influenciou muito a todos nós. Mas o Korzus tem também uma importância na história do Thrash Metal. E não acreditamos em diminuir essa importância, só por sermos brasileiros.


Renato Batista - Falando no Rock in rio. Como foi está lá naquele show na frente de 100 mil pessoas? Aproveitou para ver algum show daquele dia?

Antonio Araújo Foi um dia fantástico, o público foi gigante... A resposta deles foi incrível... Todos cantando os nossos refrões. Fizemos um wall of death muito louco... Tem vídeos no Youtube... Consegui assistir o Slipknot e o Metallica quase até o fim... Foi foda!


Renato Batista - Vocês fizeram shows com o The Metal Punk All Stars (Com caras do Destruction, Misfits, etc). Como foi para formular o Set com clássicos de tantas bandas?

Antonio AraújoFoi muito louco... Dividimos o palco com lendas como East Bay Ray... e Schmier do Destrucion... E o Mike Clark, do Suicidal Tendencies, gente finíssima. O Michale Graves do Misfits acabou não vindo, pois a nossa bendita burocracia brasileira não aprovou o seu visto a tempo. Foi tudo muito legal... Tocamos com lendas, nos divertimos juntos e fizemos novos amigos.


Renato Batista - Você continua ligado na cena recifense? Poderia destacar algumas bandas?

Antonio AraújoTotalmente... Tenho muitos amigos por ai e sempre estou em contato. Hoje eu fico muito feliz em ver o trabalho de novas bandas como o Cangaço e o Pandemmy sendo feitos com muita qualidade... Tem tantas boas bandas... Desalma, Terra Prima... Os veteranos do Decomposed God, Malkuth e Cruor... Recife sempre foi e sempre será um celeiro de bandas especiais.


Renato Batista – Valeu Antonio, parabéns pelo trabalho e deixe um recado para todos os fãs que estão lendo agora!

Antonio Araújo Muito obrigado pelo apoio! Não vejo a hora de tocar em Caruaru... Passaremos por Maceió também no dia 13/11, e depois Fortaleza no dia 14/11... Esperamos todos por lá. E quem sabe voltar em breve pra tocar também na minha terra natal, Recife. Abraço!

Autoria: Renato Batista

2 comentários:

Anônimo disse...

Caros colegas, é uma satisfação contactar pela primeira vez com vcs,,,
Sou Luis Eduardo, radialista e roqueiro convicto e já estou na estrada do metal desde 1983,
e na cidade de Assu/RN promovo eventos de rock em todas as suas vertentes,
gostaria de contar com vcs na divulgação de mais um evento...
grato e saudações metálicas.......

9º CANDIEIRO FEST ROCK, COM AS BANDAS: SEYFER, SALT VEIN, TITÂNIO ARKANUN (RIO G. NORTE)
E SODOMA DE JOÃO PESSOA/PB
DATA: SÁBADO 03 DE DEZEMBRO DE 2011
HORA: 21 HS
LOCAL: CANDIEIRO ESPAÇO CULTURAL
CIDADE ASSU/RN

Renato Batista disse...

E aí, publicado

http://renatown669.blogspot.com/2011/11/9-candieiro-fest-rock.html

Postar um comentário

Se gostou da postagem, tem reclamação ou alguma sugestão. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...