18 de abril de 2010

Resenha de Blaze Bayley no Abril pro rock 2010

Depois dos shows das bandas: Inner demons rise, Alkymenia, The mullet monster mafia, Claustrofobia, Terra prima, Eminence, Agent orange, The varukers e Ratos de porão veio o Messiah Blaze Bayley.


Primeiramente a ordem que foi passada pela produção mudou durante o festival. Enquanto o RxDxP com João gordo se esgoelava no palco à direita, o público fã de heavy metal já se posicionava na grade do palco à esquerda, onde era tudo preparado para a entrada de Blaze. Depois de mais de uma hora de espera acaba o show do Ratos de porão e começa a introdução do último show da noite. Os integrantes aparecem, e as 3mil pessoas que ainda estavam presentes, vêem Blaze com sua camisa do Brasil personalizada dada pela fã Raissa cantar a segunda música "Madness and sorrow" do seu novo disco Promise and terror, muita gente acompanhou a letra não só dessa mas, de todas as suas novas músicas. Segue o show com "Voices from the past" do ótimo the man who would not die. Depois veio "City of bones" também do novo disco e alternando o último e penúltimo disco veio "Blackmailer". Outra do novo disco "Faceless". Agora chega a primeira música mais antiga "Blood & belief" do disco de mesmo nome, cantada em coro pelos fãs. Agora as primeiras músicas da antiga banda de Bayley "Lord of flies" do X factor e "Futureal" do Virtual XI, apesar da carreira solo em minha opinião ser melhor do que ele no Iron maiden as músicas de sua antiga banda foram cantadas por cada um presente próximo ao palco. Momento engraçado, na música Lord of flies foi quando  o vocal do The varukers durante o coro, tentou pegar o microfone de Blaze pra acompanhar o coro junto com a galera, daí Blaze o empurrou pra fora do palco mas, logo depois Blaze olhou pra ele e riu. "Letting go of the world" do novo disco foi o intervalo de mais duas do iron maiden "The clansman" com o lindo acompanhamento do público aos riffs das guitarras e baixo, e umas das mais cantadas pelo o público "Man on the edge". No final do curto show veio a ótima música que abre o disco de 2008 "The man who would not die".  Nesse momento vi o roddie de Blaze acenando que ele só podia tocar mais uma música e veio a tão pedida pra acabar o show "Kill and destroy". Depois de muitos gritos de "Blaze, Blaze, Blaze" e "Olê, olê, olê, olê Blaze, Blaze" o show chegou ao fim. Mesmo curto, deixou os fãs de heavy metal satisfeitos. Depois do show juntamente com uma turma que veio de João Pessoa tive a oportunidade de entrar no camarim da banda e estavam todos lá menos Blaze que vi depois, com o set list do show autografado por todos menos Blaze, corri atrás de vê-lo e o vi depois na van. Ele atendeu a todos com autógrafos e fotos. Ao final da noite penso que ainda verei show dele outras vezes, mas esse foi inesquecível.


Blaze Bayley no Abril pro rock 2010:

01 Madness and sorrow
02 Voices from the past
03 City of bones
04 Blackmailer
05 Faceless
06 Blood & Belief
07 Lord of flies (iron maiden)
08 Futureal (iron maiden)
09 Letting go of the world
10 The clansman (iron maiden)
11 Man on the edge (iron maiden)
12 The man who would not die
13 Kill and destroy


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou da postagem, tem reclamação ou alguma sugestão. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...